full screen background image
quinta, 19 de julho de 2018
  • :
  • :

Árbitro dá 11 minutos de acréscimo e Vila perde por 3 a 2 para o Rio Branco

Árbitro dá 11 minutos de acréscimo e Vila perde por 3 a 2 para o Rio Branco

Depois de perder a primeira partida para o Estrela, novamente por detalhe o Vilavelhense não conseguiu vencer no Estadual 2018 da Série B.

O jogo contra o Rio Branco foi no Estádio Kléber Andrade e o Vila, apesar de não ter maior posse de bola era obediente ao esquema montado pelo Técnico Waldyr Santos.

Aos 37 minutos do primeiro tempo, Bruno Goggi abriu o placar para o Vila. mas antes de encerrar o primeiro tempo a defesa do Vila saiu errado e cometeu penalti que foi convertido por Ramon aos 42 minutos.

 A equipe sentiu e no intervalo o Técnico Waldyr Santos cobrou uma postura mais positiva da equipe.

Logo aos 5 minutos da etapa final o atacante do Rio Branco acerta um chute de longa distância fazendo o segundo gol do Rio Branco.

A partida transcorria normalmente com ambas as equipes buscando o melhor resultado até que aos 38 minutos o estreante de apenas 18 anos Claiton Baiano de cabeça empatou a partida.

Mais uma vez entra em cena a arbitragem, que até então se comportava normalmente com aplicação de advertências verbais e de cartão para os atletas.

Na comemoração do gol de empate o lateral Vandinho comemora voltado para a torcida do Vila que estava no mesmo do estádio que a torcida do Rio Branco.

O árbitro dá saída na bola e quase um minuto depois paralisa a partida para aplicar cartão amarelo ao lateral Vandinho com o argumento de que teria comemorado na frente da torcida adversária. Tanto não é verdade que a torcida do Rio Branco não xingou e nem protestou com o lateral, tendo em vista que a comemoração foi em direção aos torcedores do Vila.

A revolta do Vandinho fez com que a partida ficasse paralisada por 5 a 6 minutos e o árbitro concedeu este acréscimo. Não satisfeito ainda acrescentou mais 6 minutos dfazendo um total de 11 minutos à partida, fato que gerou protestos da Diretoria e da imprensa que estava presente na partida, sem entender o porque de tanto tempo de acréscimo.

O Vila ainda teve a chance de marcar o terceiro gol num contra ataque, mas o atacante desperdiçou a chance. No ataque seguinte o árbitro marcou uma falta, muito discutível, próxima a área do Vila e Dedé cobrou fazendo o gol da vitória do Capa Preta.

Logo após o gol o Sr. Maicon da Silva encerrou a partida, com os integrantes do Vilavelhense demonstrando a ele a insatisfação e a indignação pelo ocorrido.

A Diretoria do Vilavelhense encaminhou nesta quinta feira um ofício repudiando as atitudes tomadas pelo Sr. Maicon e solicitou que a Federação não escale esta equipe de arbitragem quando o Vilavelhense for o mandante da partida.

O próximo jogo do Vilavelhense será neste domingo, no Campo do Santos, em Aribiri, contra a equipe do Sport Capixaba, a partir das 15 horas.

 




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *